Resenhas 

”13”, do Black Sabbath

 

Quando ouvi pela primeira vez o ‘’13’’, senti que precisava me manifestar à respeito. Este álbum foi um dos mais esperados da história, pelo fato de ser a volta de uma banda de tamanha magnitude.

 

É visível ver que o disco foi feito para ser tocado ao vivo, pois a energia das músicas é imensa. Outro fator é que existem certas músicas que você se vê no show, gritando a letra e olhando pra cima, e sentindo cada instrumento da banda. São aquelas músicas perfeitas pra um show, o que acontece em grande parte das músicas do ‘’13’’.

 

A nova geração de rockeiros teve a oportunidade de conhecer o clássico Black Sabbath, sua essência. O álbum não teve nenhuma ‘’surpresa’’, exceto a alta qualidade das músicas.

 
‘’End of the beginnig’’ é a primeira música do disco, e uma das melhores. A canção tem começo, meio e fim, com o riff do final sendo espetacular, acompanhado de um solo maravilhoso de Tony Iommi, ‘’God is dead?’’ é a segunda, e traz uma energia excelente pro álbum. Ela, como outras canções do disco, tem um ‘’tom de superioridade’’, mostra (mesmo que por consequência) o tamanho da banda e da sua importância, sua influência. É uma música maravilhosa, e considerada por muitos, a melhor do disco.

 


 

‘’Loner’’ é a próxima. Boa música, mas apenas isso, com nada de extraordinário e inovador. ‘’Zeitgeist’’ foi uma música que me decepcionou um pouco. Tem um violão interessante, mas foi uma tentativa falha de se criar uma nova ‘’Planet Caravan’’, do álbum ‘’Paranoid’’. ‘’Age of Reson’’ é uma das músicas mais políticas do disco, em sua letra, e em sua melodia.

 

As últimas três músicas, ‘’Live Forever’’, ‘’Damaged Soul’’ e ‘’Dear Father’’, são boas canções, mas assim como ‘’Loner’’, nada surpreendente, salvo a bateria fenomenal de Brad Wilk (em todas as músicas, na verdade).

 

 

As três faixas extras da versão Deluxe são sensacionais. ‘’Methademic’’ é uma música inovadora. O riff principal transmite força, e é o ponto do alto do álbum. Acredito que ela como faixa principal (sem ser uma música extra) seria melhor para dar o valor devido, e ter maior divulgação, consequentemente. ‘’Peace of Mind’’ e ‘’Pariah’’ merecem atenção maior também.

 

Existe uma faixa exclusiva da Best Buy, ‘’Naiveté in Black’’, e ela resume toda trajetória do Black Sabbath até hoje. É uma música de fases, nos faz sentir cada acorde, cada riff, cada baquetada, cada nota. Todos os integrantes da banda têm o ‘’seu momento’’ nessa música, assim como no restante do CD inteiro.

 

Não foi uma tarefa fácil fazer essa review, afinal, é Black Sabbath. Alguns vão discordar e meter o pau, mas eu só digo uma coisa: QUE VENHA OUTUBRO, QUE VENHA BLACK SABBATH, QUE VENHA O ‘’13’’!

 

Written by 

Matérias Relacionadas