46Fest: Lançamento do álbum “Que Seja Feita Nossa Vontade” do Project 46

Domingo, dia das mães, galera acordando cedo e confirmando presença em um dos eventos mais comentados do último mês, o #46fest. Evento de lançamento do segundo disco da banda Project46, intitulado “Que Seja Feita Nossa Vontade”.  O local da apresentação não poderia ser nada menos que o Carioca Club em São Paulo/Capital.

Eu sai do conforto da minha cidade para conferir esse grande espetáculo que conta com bandas renomadas do cenário underground paulista. O cast contou com os caiçaras do Surra, os caras do Oitão, Pray For Mercy, Worst, John Wayne e os anfitriões da noite Project46.

A primeira banda a subir no palco foi o Surra, afinar, ajeitar e organizar-se no palco foi uma tarefa fácil para os caiçaras que recentemente voltaram de uma TOUR no nordeste brasileiro. Fizeram um show rápido e agressivo, onde ainda deu tempo de tocar uma música da saudosa “Like A Texas Murder”.

Logo em seguida foi a vez dos brutos do Oitão subir no palco e levar tudo abaixo. Trazendo suas referencias do Metal/Hardcore, fizeram um show objetivo e sucinto, mostrando que a noite ia ser porrada!

Ainda com o público não tão numeroso, por volta das 16h30, começa a apresentação da Pray For Mercy para esquentar os presentes. Já havia me impressionado com o som da banda a algum tempo atrás e dessa vez não foi diferente e não deixaram a desejar. Souberam manter sua postura séria no palco.

Em seguida a banda Worst sobe no palco e comanda a festa e os presentes. A casa consideravelmente cheia, a banda já veio com tudo. Todo mundo na adrenalina cantando junto músicas dos álbuns “Te Desejo Todo Mal do Mundo” (2012) e “Cada Vez Pior” (2014).

A penúltima banda a se apresentar foi a John Wayne, apesar de alguns problemas aqui e ali na guitarra, souberam manter o público entretido, tocando dentre suas músicas mais conhecidas “Tempestade”, “Lágrimas” e “Aliança”.

Finalmente a banda mais esperada da noite, Project46, começa seu show com a música “Erro +55” seguida de “Empedrado”, com todo o público em mãos, continuaram seu show, onde muitas rodas se formavam, pessoas saindo até machucadas em meio a tanta brutalidade e os diversos fãs cantando junto a banda. Eu particularmente, notei uma evolução e maturidade muito maior nesse novo disco, tem o toque agora de Henrique Pucci na bateria, o que fez o som ficar bem mais pesado e técnico.

Acredito que não só eu, mas muitas pessoas estavam esperando as músicas destaques do disco serem tocadas, “Foda-se (Se Depender de Nós)” que conta com a participação de Otávio (Pray For Mercy) e Leeo Mesquita (Surra), música que superou todas as expectativas! E outra é a “Na Vala”, que antes de ser tocada teve uma história muito triste do guitarrista da banda sobre sua mãe, se você não foi ao show, escute a música e tente associar as informações.

Pra fechar o show que contou com músicas do primeiro álbum “Doa a Quem Doer” (2011) e de seu recém lançado “Que Seja Feita a Nossa Vontade” (2014), tocaram a música “Se Quiser” e “Acorda Pra Vida” fazendo todo mundo dentro do Carioca Club fritar suas cordas vocais e acompanhar a banda! Esse foi um show pra entrar na história do underground brasileiro!

Fotos: Bruno Ferreira Fotografia – Equipe União Underground

Deixar comentário(s)

comentários

Written by 

Matérias Relacionadas