A Princesa do Punk ou do Estereótipo?

 

O que acontece quando a Daphne (do Scooby-Doo) decide que é roqueira? Ela vira ninguém menos que Avril Lavigne. A canadense, dona de músicas pop-rock meia boca responsáveis pela legião de garotinhas escrotas e ricas usando camisas de bandas clássicas sem nem ao menos conhecer a música mais popular de seu repertório e acharem que são verdadeiros frutos do Punk só porque mandaram o papai ou o namorado irem à merda, lançou essa semana seu novo single, Rock N Roll.

 

Dizer que o Rock não morreu em uma música pop, você está fazendo isso certíssimo! A letra é cheia de estereótipos – que já são marcas da própria intérprete – como: “Oi, sou roqueira. Ando com Jeans rasgados e saio dando o dedo do meio por aí”. Chega a ser até ofensivo, pois sabemos que ao contrário de outros estilos musicais, o Rock é principalmente fundamentado em ATITUDE, coisa que não combina com estereótipos. Cada roqueiro tem seu estilo… E, ao contrário da música que Lavigne vende, não saímos ou criamos uma “fábrica” ou “fórmula” pra ser Rock de Verdade. Chamar uma música de “Rock n Roll” e sair dizendo que faz isso e aquilo por ser roqueira é, no mínimo, falta do que fazer.

 

O instrumental não é de tão mal. Faz sample de We Will Rock You (será que todos os novos singles da Avril terão sample de algo? Lembrando que o antecessor, Here’s to Never Growing Up, faz sample de seu 1º hit, Complicated) e tem um solo de guitarra maneirosíssimo! O vídeo vale MUITO A PENA ser assistido também, apesar dos pesares. Algumas cenas vão lembrar Te-Te-Te-Te(…)lephone, de Lady Gaga… Mas não deixa de ser, na minha opinião, um dos melhores vídeos do ano até aqui – e, se você for fã da série Anos Incríveis, vai encontrar uma pequena surpresinha.

 

Lembrando que essa opinião vem de alguém que conhece – e acompanha – o trabalho de Avril Lavigne há quase 10 anos. Ou seja, não é feita por ódio, mas por bom senso. Desde 2007, a mídia tenta dar a ela o título de “Rainha do Punk”, “Princesa do Punk”… Que seja. Depois da letra de Rock N Roll, bem que eles podiam dar a ela um título que condiz muito mais com a moça: Rainha do Estereótipo.

 

Deixar comentário(s)

comentários