Coisas que você (Provavelmente) não sabia sobre Blink-182

Com a banda em estúdio preparando álbum novo e a discografia completa prestes a ser relançada em vinil – e aproveitando toda a bagulhada que me deparei enquanto escrevia meu artigo –, decidi juntar umas coisinhas aqui e ali que descobri sobre a Blink-182 que talvez você não saiba.

É bem provável que sim, mas não custa tentar!

01. “Cheshire Cat” tem duas versões de capa

Até o lançamento de “Cheshire Cat” pela Cargo Records em 1995, Blink-182 era apenas “Blink”. Acontece que uma banda Irlandesa tinha o mesmo nome e ameaçaram processá-los. Resultado: Foi adicionado um número qualquer (-182) ao nome.

As tiragens subsequentes possuem o número na capa, deixando a primeira – também conhecida como “desnumerada” – valendo uma grana alta em leilões do eBay.

Ah! Só pra adicionar: Antes desse álbum, os meninos já haviam gravado três demos: Flyswatter (93), Demo 02 (93) e Buddha (94).

02. E o Gato da capa desse álbum é de um calendário!

Os meninos encontraram a foto de um gato siamês num calendário e escreveram para os donos atrás de permissão para usarem – que, obviamente, não conseguiram.

Então eles levaram a imagem pro departamento de arte da gravadora, que modificou o bichano até ele ficar irreconhecível e livre de possíveis violações de copyright.

03. “Josie” tem um Clipe Alternativo

Todo mundo conhece a versão com a Alyssa Milano, mas são poucos que ouviram falar da primeira versão do clipe de “Josie”, onde os meninos aparecem tocando em um armazém que está se enchendo de água. Essa foi uma tentativa “barata” de reproduzir o conceito original do vídeo, que era de ter a banda tocando num navio afundando.

Parte do vídeo caiu na internet, e você pode assistir aí em cima!

04. “Enema Of The State” foi lançado com TRÊS capas diferentes!

A primeira tiragem do álbum tem um “B” maiúsculo na logo que está no avental de Janine, a enfermeira – os meninos preferiam o “B” minúsculo, e a segunda tiragem já apresentava a pill logo assim. Depois disso, a cruz vermelha disse que eles estavam violando a Convenção de Geneva ao usar a cruz no design do disco, e para evitar processos, ele foi removido a partir da 3ª tiragem.

O álbum originalmente se chamaria “Turn Your Head and Cough”, e você pode ver o momento em que os meninos tem a ideia de “Enema of The State” no DVD The Urethra Chronicles!

05. A maioria do – ou talvez todo o – “Enema Strikes Back” foi gravado em estúdio!

O CD corresponde à gravação de dois shows da turnê “The Mark, Tom & Travis Show Tour”, que foi usada para os meninos fazerem overdubs de tudo em estúdio.

O álbum tem como single “Man Overboard”, que foi feita originalmente para o Enema. É um fato não confirmado, maaaaaaaaas…

06. A irmã de Mark escreveu uma biografia da banda

Em parceria com a MTV, Anne Hoppus lançou em 2001 o livro “Tales From Beneath Your Mom”. Infelizmente está fora de catálogo, mas você pode encontrar cópias à venda no eBay ou coisa do tipo.
Curtiu? Espero que sim. Até a próxima sexta!

Deixar comentário(s)

comentários

Written by 

Matérias Relacionadas

Leave a Comment