Dillinger Escape Plan faz show insanamente histórico em São Paulo

Após 19 anos de espera, finalmente chegou a noite! A primeira e única apresentação da renomada banda de mathcore, Dillinger Escape Plan em terras tupiniquins. O grupo já havia aterrorizado a Argentina e o Chile, nas outras duas apresentações da turnê sul americana e na noite do último domingo (18/04) era a vez de São Paulo.

Para abrir os trabalhos, a famosa dupla paulista Test foi responsável pelo aquecimento do público, com seu grindcore puxado pela guitarra e pela voz do João Kombi e pela bateria do Barata, o ouvido do público foi preparado pelo que viria pela frente! Público que compareceu em peso e que antes mesmo da banda de abertura subir ao palco, já se apertava pelos cantos buscando um espaço privilegiado próximo ao palco.

Por volta das 20:30 quando as luzes se apagaram, algo tomou conta dos fãs e a verdadeira insanidade teve início! Sim, insanidade, essa é a melhor definição para o show do Dillinger Escape Plan, tanto por parte da banda, como por parte do público. O set de 17 músicas e que prometia um show de quase uma hora e meia, iniciava com a pancada “Prance“, anunciando para os fãs o que viria pela frente.

Como era de se esperar, a banda com uma pegada bem mais agressiva do que normalmente se vê nos shows, não exitou em começar a moshar no público. O vocalista Greg Puciato, o guitarrista Ben Weinman e o baixista Liam Wilson, não perdoaram os que se encontravam em frente ao palco e se ativaram com instrumento e tudo na pista! Os fãs também não ficaram atrás e logo trataram de mostrar a que vieram, com moshs e rodas pela pista, o clima ambiente parecia que iria “explodir” a qualquer momento.

Falando do set list, a banda fez um grande compilado de suas músicas para agradar a todos os fãs, claro, sem deixar de dar atenção para o último trabalho, One Of Us Is The Killer, lançado em 2013. Destaques para “Sunshine The Werewolf“, do disco Miss Machine, “Milk Lizard” e “Black Bubblegum“, ambas do aclamado Ire Works de 2007. Além disso, as músicas “Good Neighbor” e “Farewell, Mona Lisa“, do albúm Option Paralysis, também fizeram o público vibrar a cada acorde.

No que se refere ao último disco, os grandes destaques foram “Nothing Funny“, “One Of Us Is The Killer” e “When I Lost My Bet“. Quando após mais de uma hora de massacre, todos achavam que o show havia terminando e a banda se retirado do palco, o grupo volta ao palco para uma dobradinha sensacional: “Sunshine The Werewolf” e “43% Burnt“, onde o vocalista Greg Puciato convidou as pessoas para subirem e abarrotarem o palco! Em questão de segundos praticamente metade dos fãs estavam sobre o palco pulando e interagindo com os músicos.

Definitivamente um dos melhores shows do ano até agora. Definitivamente insano.

Setlist:

1 – Prancer

2 – Milk Lizard

3 – Room Full Of Eyes

4 – Panasonic Youth

5 – We Are The Storm

6 – Black Bubblegum

7 – Hero Of The soviet Union

8 – Nothing’s Funny

9 – Happiness

10 – One Of Us Is The Killer

11 – Crossburner

12 – Good Neighbor

13 – Setting Fire to Sleeping Giants

14 – Farewell, Mona Lisa

15 – When I Lost My Bet

16 – Sunshine The Werewolf

17 – 43% Burnt

 

Para mais fotos do show aqui e aqui!

Written by 

Matérias Relacionadas