Bandas Notícias 

Diokane disponibiliza visceral videoclipe do single “The Light That Makes Us Blind”

Está no ar o primeiro clipe oficial da banda Diokane (crooked core), de Porto Alegre (RS). O vídeo é da música “The Light That Makes Us Blind“, que está no EP This Is Hell We Shall Believe (2018). A filmagem e a edição são assinadas pela produtora 18 Filmes, que já trabalhou com o quarteto em registros ao vivo. “Queríamos uma sequência agitada e bacana de imagens. Então, gravamos a banda internamente (eles estavam em círculo) com a câmera na mão e alguns takes somente do vocal separado. Além de cenas olhando de fora, em torno dos quatro integrantes. Na edição, usamos um plugin aberto chamado “Jarle’s Deadpool Camera Shake”, criado pelos editores do filme Deadpool. Esse recurso deu uma chacoalhada nas filmagens e deixou mais orgânica a movimentação da câmera”, explica Leandro Monks, sócio da 18 Filmes ao lado de Lucas Bramont.

A faixa “The Light That Makes Us Blind‘ foi escolhida para ser ilustrada na tela porque reúne vários elementos que compõem o som da Diokane: a base hardcore não ortodoxa, momentos de vocais urrados quase crust e alguns mais limpos, as guitarras que passeiam entre subgêneros do metal extremo, o baixo nervoso com groove e as batidas alternando velocidade e tempos marcados. Assista o clipe logo abaixo:

A letra desse som fala sobre sentir-se perdido em meio a um turbilhão diário de informações. Processo que, não raro, fomenta uma paranoia contemporânea com base na necessidade de se saber, em tempo real, o que é notícia no mundo (on-line, principalmente). E, ao mesmo tempo, cria distrações para tirar o foco de acontecimentos realmente importantes. Todos querem saber sobre o que os amigos virtuais e a mídia estão a falar. E, quando não estão inteirados, é como se estivessem excluídos do círculo vicioso que nos mantêm conectados. Buscamos a luz da sabedoria, mas chafurdamos na escuridão da histeria coletiva”, pontua o vocalista Homero.

A Diokane — assim como a expressão em italiano (diocane) que deu origem ao nome da banda — é raiva canalizada em forma de som. É expressão ruidosa que surge do descontrole. É insulto barulhento para maldizer desafetos e, ao mesmo tempo, amenizar a ira que consome como sarna a carcaça de qualquer pobre bicho caminhando sobre a Terra. É soltar os cachorros para que eles sejam livres e donos de si. Para que uivem e confraternizem com a matilha. É o Cão que late para perturbar seu santo sossego.  

Crédito: Day Montenegro

A banda lançou no fim de 2018 o primeiro EP intitulado This Is Hell We Shall Believe. São cinco faixas e mais uma intro que têm como base o hardcore, mas que passeiam pelo death, thrash, grind, black metal e punk rock. A mistura sonora ganha o ouvinte pela naturalidade com que é costurada durante os pouco mais de 10 minutos do registro. A produção, simples mas eficiente — feita pela própria banda e por Stenio Zanona (do TungStudio, onde as faixas foram gravadas) —, ajuda a destacar a força das composições. O trabalho saiu em CD e também está disponível nas principais plataformas de música.

Avatar

Written by 

Matérias Relacionadas