Bandas 

Eu Acuso!



Há mais de 100 anos um escritor se levantou contra a injustiça e o preconceito. Émile Zola lançou o manifesto Eu Acuso! Nas páginas do jornal L’Aurore, onde denunciava em uma carta endereçada ao presidente francês, as injustiças do julgamento do Capitão Dreyfus acusado de ser traidor da França. Esse manifesto foi um marco da luta contra o autoritarismo.

Nos dias de hoje Eu Acuso! É uma banda de rock pesado cuja sonoridade remete às influências de um heavy metal mais clássico com pitadas groveadas de rap e funk, que caracterizam bandas como Rage Agaist the Machine e Stuck Mojo. As letras, em português, versam sobre questões políticas e a hipocrisia da sociedade em um mundo cada vez mais midiotizado.

Em maio de 2013 a banda lança seu 1° álbum, “Liberdade Presumida”, onde aponta seu rock de ataque contra as injustiças do mundo. Em músicas como “Olho por Olho Sangue por Óleo“, que trata dos conflitos relacionados ao petróleo e o genocídio Palestino, “Lona Preta”, uma narrativa sobre a ocupação do campo na luta pela reforma agrária, “Não conte a ninguém”, que expõe as entranhas da pedofilia nas igrejas e “Pela janela do bunker”, um grito contra a opressão midiática, a Eu Acuso exercita sua verve, tão acida quanto os riffs de guitarra e baixo.

Nesse tempo, relativamente curto de estrada, a banda já circulou em diversos eventos e cidades do RS: Viamão, Gravataí, Cachoeira do Sul, Encantado, Santa Maria, Pelotas e claro, Porto Alegre, onde se apresentou nos principais palcos da cidade. Um das características da Eu Acuso é a participação ativa nos movimento de ocupação dos espaços públicos em apresentações junto com outros artistas de diferentes vertentes nos Defesa da Alegria Pública, no Encontro dos de Baixo e no Largo Vivo, além das festas no CV do Campus da UFRGS, verdadeiro espaço autônomo dentro da Universidade Federal.

Os músicos que formam o Eu Acuso! Já tocaram um longo tempo juntos, desde Os Margaridas, passando pela formação da banda Bleque, que lançou o CD “Balaio de Fé”, em 2006. Seus integrantes já atuaram na cena da música pesada do Rio Grande do Sul, em bandas como Sacrário, Leviaethan, Panic, Distraught, Alchemist e Kaus do Porto: Carlos Lots (guitarra), Sandré Sarreta (Vocal), Ale Mendes (bateria), e Marcelo Cougo de Sá (Baixo).

A denúncia, a liberdade e a ação fazem parte da filosofia do Eu acuso, por isso todas as músicas são licenciadas para livre circulação e reprodução.

Redes Sociais:

Facebook
Twitter
YouTube

Written by 

Procura no google

Matérias Relacionadas