Notícias 

Heavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 1986

 

Chad Bowar, editor do site About Heavy Metal, publicou sua lista citando o que considera como os dez melhores álbuns lançados em 1986.

 

1986 foi um ano com constante e forte presença do Heavy Metal. Dois dos melhores álbuns de todos os tempos foram lançados em 1986, e é uma vergonha que um deles tem que ser o número 2. Em qualquer outro ano ‘Reign in Blood‘ seria facilmente o número 1, e no final é mais 1-B do que 2. Aqui estão as escolhas de Chad Bowar para os melhores álbuns de 1986″.

 

 

 1. METALLICA – “Master Of Puppets”

 

Imagem
O terceiro álbum do METALLICA foi o seu melhor. Ele não tem os singles de rádio e os vídeos da MTV como alguns dos seus últimos lançamentos, mas é uma tour de force  musical. Do Thrash marca registrada de “Battery” até o estiloso  instrumental de “Orion“, o álbum mostra a banda no seu ápice. As músicas são diversificadas e a musicalidade é simplesmente incrível.

 

 

2. SLAYER – “Reign In Blood”

 

Imagem

Este é um dos 3 melhores álbuns de Thrash Metal e um dos 10 melhores álbuns de todos os tempos. Muitas publicações nomeiam este o melhor álbum de Metal. Ele é Speed Metal no seu melhor, com músicas compactas com riffs e intensidade. As letras também estão cheias de imagens sombrias e perturbadoras. O SLAYER lançou diversos álbuns fantásticos, e este é sua obra-prima.

 

 

3. MEGADETH – “Peace Sells… But Who’s Buying?”

 

Imagem

Que Top 3! Três bandas de Thrash que lançaram seus melhores álbuns em 1986. O MEGADETH realmente acertou em cheio neste, o segundo álbum deles. É um clássico do Speed Metal com ótimas músicas como “Wake Up Dead“, “Devil’s Island” e “Peace Sells“. As composições da banda melhoraram um pouco se comparado ao álbum de estreia, e 20 anos depois ainda se mantem muito bem.

 

 

4. KREATOR – “Pleasure To Kill”

 

Imagem

O segundo álbum da banda alemã de Thrash Metal é um dos melhores deles. Tudo neste álbum é uma evolução do primeiro. Ele foi mais brutal e agressivo, e tinha alguns riffs inacreditáveis. 1986 foi o ano do Thrash, e este álbum muitas vezes parece ser ignorado por ter sido lançado neste ano. Mas ele mostrou que o KREATOR era uma força do Thrash e Speed Metal que deveria ser reconhecida.

 

 

5. BATHORY – “Under The Sign Of The Black Mark”

 

Imagem

O BATHORY foi uma das mais importantes bandas extremas que vieram da Suécia. Este foi o terceiro álbum deles, e foi um grande passo à frente. A produção foi superior a seus lançamentos mais recentes, e a marca do Black Metal era épica, crua e poderosa. Quorthon e companhia eram extremos o quanto podiam no meio da década de 80. O ponto alto do álbum é o clássico “Enter the Eternal Fire“.

 

 

6. FATES WARNING – “Awaken The Guardian”

 

Imagem
O terceiro álbum do FATES WARNING foi o final de uma era musical. Foi o último com o vocalista John Arch, e também o último álbum de Metal antes deles entrarem em uma direção mais progressiva. Há definitivamente uma influência do Progressivo, mas você ainda pode ouvir os vestígios de uma banda tradicional de Metal. As músicas são complexas, e a voz de Arch é marcante.

 

 

7. IRON MAIDEN – “Somewhere In Time”

 

Imagem

A sexta vez na década de 80 que o IRON MAIDEN faz o Top 10. Em “Somewhere In Time“, eles utilizaram sintetizadores para adicionar ainda mais atmosfera no som. Isso funcionou. “Stranger in a Strange Land” e “Wasted Years” são músicas bastante cativantes, e este é um álbum de sonoridade bastante comercial. Não é um dos melhores trabalhos de todos os tempos do grupo, mas ainda é um lançamento muito bom.

 

 

8. CANDLEMASS – “Epicus Doomicus Metallicus”

 

Imagem

Enquanto todos estavam tocando com velocidades alucinantes, os riffs lentos do CANDLEMASS realmente chamaram a atenção. O álbum de estreia do grupo foi um divisor de águas e pavimentou o caminho para uma enxurrada de bandas de Doom Metal. O ponto fraco do grupo era o vocalista Johan Lanquist, que fez um trabalho prestável, mas não memorável. Isso mudaria com a adição de Messiah Marcolin no segundo lançamento deles, mas mesmo com vocais medianos, este álbum merece muito respeito por ajudar a abrir os portais do Doom Metal.

 

 

9. WATCHTOWER – “Energetic Disassembly”

 

Imagem

O WATCHTOWER era uma banda progressiva de Metal do Texas cujo álbum de estreia foi marcante, mas eles não conseguiram muita coisa depois disto. O frontman era Jason McMaster, que depois formaria o DANGEROUS TOYS. Este álbum é inacreditavelmente complexo e técnico com músicos esplêndidos. A produção não é das melhores, mas esta é uma banda que ajudou a pavimentar o caminho para o gênero do Metal Progressivo.

 

 

10. CRO-MAGS – “The Age Of Quarrel”

 

Imagem

O CRO-MAGS foi uma banda pioneira por ser a primeira a combinar Metal com Hardcore. “The Age of Quarrel” era um álbum intenso com músicas curtas que tinham um Punk agressivo e Hardcore infundidos com o Metal. A música é raivosa e intensa com a atitude punk e os riffs de Metal. Infelizmente depois do álbum de estreia a série de mudanças na formação acabaria por travar o progresso e sucesso da banda, mas este álbum é essencial.

 

 

Os editores do site Rock de Verdade NÃO SÃO responsáveis pelas escolhas desse top 10. Os responsáveis foram citados no texto.

 

Fonte: heavymetal.about.com

Written by 

Matérias Relacionadas