Misturando rock com outros estilos ”musicais”

Existem músicas, não só no rock, que são hinos. Hinos de uma geração, de um grupo, clássicos que ficarão marcados para sempre.

O rock (quase) sempre foi uma música de protesto. Os clássicos do rock, como Pink Floyd, inspiraram milhões de pessoas, e claro, milhares de bandas.

Nos anos 2000 tivemos a explosão de novos ritmos musicais, entre eles, o funk e o sertanejo universitário. A proposta da música é apenas entreter. Os temas abordados, em maioria, são sobre diversão e  ”amor”.

O preconceito musical é algo que existe, e é péssimo para a música. A junção de dois estilos pode beneficiar de grande tamanho a cultura, mas limites existem. Se basear numa banda é algo legal, os fãs sempre tem uma coisa curiosa para ouvir, mas veremos aqui algumas ”homenagens” que dão no mínimo raiva, como ‘‘Another Brick in the Wall’‘ virando ”Até o Céu”, uma história de amor sem nexo nenhum (e com a música original sendo ”vomitada” no início).

Confira ”Até o Céu” e outras versões agora, no Rock de Verdade:


Até o Céu
(versão de Another Brick in the Wall):

 

Passinho do Guns n’ Roses:

 

Então se Joga (versão de Psycho Killer):

 

Nossa História (versão de Hotel California):

 

Meu Anjo Azul (versão de Still Loving You):

 

Deixar comentário(s)

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *