Resenhas Shows 

Moonspell detona na noite subsequente a Lua de sangue Paulistana

Quem melhor para dar sequência à lua de sangue paulistana? No Teatro Mars, essa galera do mal realiza um show fodástico! Promovendo sua “Road to Extinction Tour 2015”, esse grupo esteve fechando os trabalhos por aqui, no último 28/10/2015. No set, músicas de várias fases da longa carreira da banda. E essa não foi a primeira vez aqui, esses portugas nos presentearam com a quinta apresentação na cidade paulistana.

A banda Moonspell é originária de Portugal e está na estrada desde 1992, com o estilo voltado para o Gothic Metal. Em pouco tempo conquistou o público internacional.

Lançaram seu novo álbum “Extint” esse ano, e saíram em turnê pelo mundo.

Confira um pouco do que rolou:

A casa abriu por volta das 20:30 pra turma toda entrar, casa cheia, acredito que uns 500 master fãs. Houveram algumas passagens de som, para ajustes finos.

As 21:15 temos Moonspell no palco, sem frescura, direto para porrada. Ao som de uma intro clássica, eles entram um a um e mandam Breathe”. Fernando mostra toda sua simpatia, agradecendo ao público “… Muito obrigado São Paulo…”. Seguem com “Extinct”, e ele anuncia que este é o último show da Mini Tour que fizeram no Brasil, e que escolheram São Paulo para fechar a turnê, porque sabiam que fechariam com chave de ouro. Na sequência “Finisterra”, segundo play do álbum Memorial muitos cabelos ao ar.

O palco estava com a grande bandeira hasteada, o teclado com adornos tipo órgão, muito legal. Conforme as músicas iam dando uma pausa, a galera, que estava muito animada, grita “Moonspell”. Fernando sempre retorna a agradecer a galera, agita muito todos, pede palmas, punhos pra cima, muita interação com o público. Temos o quarto som “Night Eternal”, um vocal mais agressivo, um belo solo de Ricardo, e a galera se agita. Seguimos com “Opium”, Fernando novamente agradece a galera e diz que a banda está comemorando os 23 anos de formação e que São Paulo faz parte da festa. “Awake” chacoalha o povo! Mas “The Last Of Us” destroí! Finalizada com duas batidas do microfone no peito de Fernando, animal!

O Teatro Mars é um canto pequeno, mas bem aconchegante. Tenho que parabenizar a galera do som, ficou na medida certa, bem equilibrado. O palco estava bacana, bem posicionado e cheio de adornos, pra tornar o clima ainda mais especial.

Seguem com o show, e uma convidada sobe ao palco para mandar muito bem “Hoanna Aragão”, que gravou com os Potiguares do Ravenland, uma versão de “Scorpion Flower”. Ao ser chamada ao palco, Fernando pergunta se ela está nervosa, ela diz que está feliz, e não nervosa.  Hoanna é aplaudida, manda muito. Comentam que não houve ensaio, que chegaram e mandaram ver. Muito especial.

Antes da escapada para o bis, Fernando novamente comenta que estão muito agradecidos, sabem que muitos trabalham e estudam no dia seguinte pra virem em plena segunda vê-los. Muito simpático da parte deles. Pede para fingirem que é a última música, todos vibram muito. Saem as 22:40, finalizando a fucking “Alma Mater”.

Retornam minutos depois e mandam “Everything Invaded”, “The Future is Dark” e o hino “Full Moon Mandness”, nessa temos uma batera feita a 2 hands, Fernando brinca com Mike, batendo suas baquetas com ele. Por fim, temos a caralhada toda, jogaram baquetas, palhetas… foto com a galera…

Os Fãs ali eram fãs de verdade. Muita animação, cantaram junto, vibraram junto. Um baita show pra ficar na história mesmo, após a lua de sangue encoberta pelas nuvens!

Set-List:

  1. Intro + Breathe (Until We Are No More)
  2. Extinct
  3. Finisterra
  4. Night Eternal
  5. Opium
  6. Awake!
  7. …of Dream and Drama (Midnight Ride)
  8. The Last Of us
  9. Medusalem
  10. Nocturna
  11. Sorpion Flower
  12. Em nome do Medo
  13. Vampiria
  14. An Erotic Alchemy
  15. Ataegima
  16. Alma Mater

Bis

  1. Everything Invaded
  2. Future
  3. Full Moon Madness

 

Line-up:

Fernando Ribeiro (vocal)

Ricardo Amorim (guitarra)

Pedro Paixão (Bateria)

Aires Pereira (baixo),

Mike Gaspar (teclado e guitarra).

 

Agradecemos aos fotógrafos Andreza Oliveira (Porão da Música) e Thiago Almeida (Metal Revolution) pela concessão das imagens!

 

 

 

 

 

Written by 

Matérias Relacionadas