Nevermind: Quando três rapazes despreocupados influenciaram o mundo

 

O Nevermind foi lançado em 1991 e é composto por 12 musicas, produzido pelo renomado Butch Vig, ele pode ser considerado como um dos pouquíssimos álbuns do rock que todas as suas faixas são marcantes; você dá o play e nem percebe que após aproximadamente 42 minutos o álbum chegou a seu fim.

 

Nevermind consolidou Kurt Cobain como um vocalista diferenciado, capaz de interpretar vocais dilacerantes, além de ser um compositor sensível, genuíno e dotado de grande originalidade, em sua maioria, as letras de Nevermind é contraditória, perturbadora e brilhantemente satírica.

 
Incrível de imaginar que o Nevermind foi produzido em apenas três semanas. Mais incrível ainda é pensar que ele influenciou toda uma geração de adolescentes que redescobriram a potencia, rebeldia e porque não dizer a sensibilidade do rock. Não que ela estava perdida, mas digamos que estava ligeiramente distorcida de suas raízes.

 

O álbum mostrou uma nova face do movimento grunge. Podemos dizer que com o Nevermind, o underground deixou de ser “underground” para ser respeitado e incorporado como um estilo de vida. Já que além dos vocais marcantes e potentes riffs ( além de esmurros furiosos de bateria) o Nirvana trouxe á moda os all-stars e jeans surrados acompanhados das camisas de flanela, indefectíveis ícones que ate hoje podem ser vistos.

 

Hoje aproximadamente 22 anos depois, muitos se perguntam: De onde sairá o novo Nevermind? Será que atualmente temos a possibilidade de ver novamente alguma banda lançar um álbum tão impactante quanto ele foi? Difícil responder. O grande trunfo do Nevermind é ainda ser um álbum que não se limita a apenas ser ouvido; Ele oferece a oportunidade de ser vivido intensamente por todos aqueles que acham refugio nos seus riffs pesados.

 

Ele vem influenciando a cultura, pois questiona se realmente não é a hora de questionar. Partindo da capa (que mostra brilhantemente como a sociedade é materialista) passando pelas letras e terminando na morte de Kurt (mesmo que ela tenha ocorrido depois do lançamento do In Utero) o Nevermind nos mostra que é a hora de mudar as coisas como elas estão e mostrar como elas realmente são ou pelo menos como queremos que elas sejam.

 

Seria algo como “Olha, fizemos isso com o rock, vocês podem fazer também”. Nada melhor para resumir o que foi o Nevermind que sua tradução.

 

Pois sem se preocupar com nada, apenas em tocar, eles conseguiram sacudir o mundo.

 

Deixar comentário(s)

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *