Obituary: Peso e força bruta em São Paulo

A noite de ontem foi especial para o seleto público que presenciou o show de uma das maiores lendas do death metal mundial na capital paulista, sendo provavelmente um dos mais aguardados shows entre as bandas extremas, o Obituary subiu ao palco para saciar a fome dos fãs com um show de uma hora e meia recheado de clássicos e músicas do novo disco. Para a abertura dos trabalhos, o show de abertura foi reservado para o grupo Test, famoso por abrir os shows mais pesados que pisam em São Paulo.

A banda Test com seu grindcore e pitadas de death e black metal, chegou sem mandar recado e deu início à pauleira sem frescuras! Atraindo o público para perto do palco, os fãs do grupo presentes e as pessoas que ainda estavam do lado de fora da casa, o som intenso e frenético da dupla João Kombi (guitarra e vocal) e Barata (bateria) impressionou e mostrou o real propósito do grupo.

Com uma bateria devastadora e uma guitarra insana, a banda mostrou o porque de todos os elogios que vem recebendo nos últimos tempos e levantando a bandeira do metal extremo nacional.

Definitivamente o grupo roubou a cena da noite e fazendo os olhos dos amantes do estilo brilharem. Após a banda de abertura, foi questão de tempo para que a banda principal começasse a dar as caras para aquecer os instrumentos e conforme o tempo passava, a casa se enchia cada vez mais.

Ainda em turnê de divulgação do disco lançado ano passado, “Inked in Blood“, a banda veio ao Brasil para se apresentar em algumas cidades e na noite do último sábado foi a vez de São Paulo. Com seu famoso instrumental de introdução em apresentações ao vivo, o Obituary preparava os ouvidos do público para o que viria a seguir: muito peso e força bruta! O som do grupo surpreende pela peso e chama a atenção para a habilidade como mesmo toda essa potência amplificada é conduzida.

A aparição do vocalista John Tardy anuncia o início do show.

Se há uma definição para o termo headbanger, o show de ontem redesenhou esse significado. Tanto o público quanto a banda mostraram como um headbanger de verdade deve se comportar, não parando um segundo sequer de balançar e esvoaçar as longas madeixas que deixaria qualquer propaganda de shampoos no chinelo.

Mesclando músicas clássicas com as do novo álbum, posso dizer com certeza que os pontos altos do show foram com as músicas “Intoxicated“, “Don’t Care” e a último música do set, “Slowly We Rot“. Com cantos em coro, circle pits e uma agitação surpreendente.

Com certeza um show pra ficar na memória de todos que estiveram presentes.

Setlist:

Centuries of Lies
Visions In My Head
Infected
Intoxicated
Bloodsoaked
Immortal Visions
‘Til Death
Don’t Care
Violence
Back to One
Dead Silence
Back on Top
Inked In Blood
I’m in Pain
Slowly We Rot

 

Para mais fotos do show clique aqui ou aqui!

 

Deixar comentário(s)

comentários