Bandas Notícias 

Se embale ao delírio insone de “Parado Deitado Travado”, d’Os Amanticidas

Com contornos niilistas e tons de azul, Os Amanticidas lançam “Parado Deitado Travado“, single inaugural do álbum Teto – uma produção de Fernando Catatau (Cidadão Instigado), com previsão de lançamento para o dia 31 de janeiro de 2020. A faixa, disponível em todas as plataformas de streaming, apresenta um pouco do que pode se esperar do terceiro trabalho de estúdio do grupo paulistano formado por Alex Huszar (baixo e voz), Joera Rodrigues (bateria), João Sampaio (guitarra e voz) e Luca Frazão (violão de sete cordas e voz). Ouça abaixo:

Em “Parado Deitado Travado” está presente a ironia fina que caracteriza o trabalho d’Os Amanticidas, que desde o nome carregam consigo a influência da Vanguarda Paulista de Itamar Assumpção, Tom Zé, Ná Ozzetti e demais artistas que compuseram um dos movimentos musicais mais disruptivos do país. Após o lançamento do disco homônimo de estreia (2016), que contou com as participações de Arrigo Barnabé e Tom Zé, e do EP “No Meio do Aglomerado” (2018), “Parado Deitado Travado” chega como uma síntese musical e poética de Teto.

Abordando um olhar de dentro pra fora, da solidão do quarto para o mundo, o single é um diálogo absurdo, insone, angustiado e bem- humorado entre uma pessoa e o teto de seu próprio quarto costurado por convenções e interlúdios, características da sonoridade d’Os Amanticidas. “Essa foi uma das primeiras músicas que a gente gravou no estúdio e um dos primeiros contatos do nosso trabalho com o do Catatau. Nosso choque criativo foi extremamente positivo: a gente chegou com um arranjo todo certinho, detalhista, e ele foi logo dando uma boa bagunçada“, revelam.

A composição da faixa é de Alex Huszar. O arranjo, como sempre, foi feito coletiva e minuciosamente pela banda, além de ter recebido a boa chacoalhada e os delays de Fernando Catatau em estúdio. O novo álbumto” seguirá a mesma toada de “Parado Deitado Travado“, contando ainda com as participações especiais de Juçara Marçal e Alzira. E nas vozes, Tahyná Oliveira, Victor “Ted” Prado, Jefferson Bueno e Fernando Sagawa nos sopros, Dicinho Areias na sanfona e Fernando Catatau nas teclas.

Para quem ainda não conhece o grupo, Os Amanticidas é grupo da cena musical independente de São Paulo. Formado em 2012, desenvolve um trabalho autoral, centrado em composições próprias, mas que conta também com versões musicadas de poemas de autores como Drummond e Leminski, além de arranjos originais para canções de Itamar, Tom Zé, Jards Macalé e outros compositores que influenciam seu modo de pensar e fazer música. Desde o lançamento do primeiro álbum a banda tem circulado por palcos paulistanos, além de cidades do interior e outros estados brasileiros, dividindo a cena com artistas como Orquídeas do Brasil, Isca de Polícia, Arrigo Barnabé e Tulipa Ruiz.

Written by 

Matérias Relacionadas