Sindrome de Kid Chamaleon (Ou O Mal dos Greatest Hits)

Quanto tinha aproximadamente  8 anos existia um jogo chamado Kid Chameleon, onde o protagonista vestia varias mascaras se transformando em vários outros personagens ( samurais,caveiras e etc..),ou seja, no jogo ele fingia algo que não era dependendo  do momento.

Semana passada comecei a observar e  flagrei diversos exemplos  que sinceramente me fez definir que temos uma nova síndrome. Um garoto e uma garota estavam  de pé no trem, um vestia uma camiseta do Avenged Sevenfold e o outro uma do Bullet for my Valentine. Ate ai tudo bem. Duas bandas bem legais que  fazem sucesso e etc. O primeiro ao ser questionado pelo outro “ Porque você usa essa camiseta, se não gosta da banda” A resposta veio quase que mecânica “ Porque é style”. E acreditem. Isso aconteceu mesmo.

Outro exemplo: Onde trabalho, escrevia uma coluna semanal sobre musica, na ultima coluna de 2013 resolvi fazer uma lista dos melhores álbuns do ano, coloquei em 5ºlugar o álbum “Lightning Bolt” do Pearl Jam, com os devidos comentários e afins. No dia da publicação fui questionado por uma pessoa “ Hey, como você se atreve  a criticar o Pearl Jam?  Sempre ouvi as musicas deles  não acho que este ultimo esteja tão ruim”. Partindo do principio que era uma lista dos melhores discos do ano, respondi educadamente “ Desculpe, mas eu não critiquei. Você já ouviu o anterior a este? Esse é melhor não?” igualmente mecânica a resposta  “ Só gosto das melhores, tipo, que tocam na 89fm, não sou de ouvir muitos os discos”. Silencio.

Meu amigos, estamos vivendo a Sindrome de Kid Chamaleon ou o Mal dos Greatest Hits.

Essas duas situações (verídicas) me fizeram concluir que hoje em dia, temos mais posers do que pessoas que realmente gostam de musica. E pior, pessoas que acham que uma camiseta ou ouvir uma coletânea vai te fazer ser uma pessoa do movimento. Mas perai? Ate que ponto usar uma camiseta de uma banda ou ouvir uma duzia de musicas (que nem sempre são as melhores) podem dar a você o poder de conversar a respeito de uma banda?Ou pior, te dão o direito de dizer “ Eu curto a banda x”?

O rock sempre foi vitima de estereótipos. Quem usa franja é emo, quem é gordo e cabeludo é metaleiro, quem é magro,barbudo e usa calças da irmã de 9 anos são os indies,  dentre outras especies. Sinto dizer amigos, mas quem pensa assim, precisa realmente começar a rever seus conceitos…

Não vou mencionar o fato que muitas vezes observamos garotas ou garotos de 14 ou 15 anos  enchendo a cara por ai, se achando o Johnny Cash ou Janis Joplin.

Ou seja, os posers deturparam o rock de tal forma que hoje em dia é mais comum se achar um auto proclamado “rockeiro” fake do que um cara que realmente goste.

O Rock não se define por uma camiseta,uma calça e um tênis ( por sinal All-Star é a passagem vip para se auto proclamar “rockeiro”), o Rock vai além disso. O Rock é o som que você realmente ouve, e se identifica. Uma camiseta do Iron Maiden não vai te fazer conhecer todas as musicas.Mas vai mostrar que você realmente GOSTA da banda e tem respeito por ela.

Gostar de uma banda é feita de vários fatores. Não de tamanhos P,M ou G

 

Enfim, se você gosta de outro gênero musical e tem curiosidade de vir para o lado negro da força. Não tenha medo. Venha. Mas por favor, não saia comprando all stars,camisetas pretas (de qualquer tipo, tamanho ou estampa), não peça para sua mãe rasgar sua calça jeans com gilete. Primeiro realmente ouça. Conheça. E ai sim. Manifeste sua opinião.

Muito mais importante do que a camiseta que você usa é a opinião que você possui.

Não seja um Kid Chamaleon. Por favor.

Deixar comentário(s)

comentários