Resenhas Shows 

System Of A Down enlouquece público paulista

Sexta-feira, dia 25/09, foi o dia onde várias tribos do Rock se encontraram para curtir Deftones e, principalmente, o System of a Down. Para quem esperava um show parecido com o do Rock In Rio se enganou, pois em São Paulo, as duas bandas contagiaram o publico paulista e o mesmo retribuiu com bastante energia.

Enquanto fãs do System Of A Down assistiam impacientes, esperando o fim da banda de abertura, Deftones sobe ao palco às 22hs. Chino Moreno, Stephen Carpente, Sergio Vega, Frank Delgado e Abe Cunningham não esperavam por um público tão cativante e agitado cantando as musicas a plenos pulmões. Após uma apresentação impecável no palco sunset do Rock in Rio, na quinta-feira, o Deftones chega com um setlist muito bem ensaiado animando o público que queria ver a banda e abrangeu os principais singles da carreira. Com um setlist de 12 músicas – iniciado pela “Diamond eyes” – Deftones agradou tanto os que conheciam como os que não conheciam a banda fazendo um show realmente memorável para ninguém colocar defeito.

Ao término de Deftones, a chuva entrou em cena antes que o principal espetáculo da noite. Entretanto, mesmo sob uma tempestade, o público não deixou o clima esfriar na Arena Anhembi.

Já na remontagem do palco o publico já começava a chamar pelo System Of A Down cantando “ole, ole, System, System” Banhados a muita chuva e enlouquecido, os “tão esperados da noite” sobem ao palco com um atraso de 20 minutos. O primeiro a entrar foi o guitarrista Daron Malakian cativando os fãs com seus primeiros acordes.

O auge dos anos 2000, as lembranças do início da década passada e uma chuva de hits, fizeram com que Serj, Daron, Shavo e John tivessem o público nas mãos do começo ao fim do show. Com seu setlist repleto de clássicos, o System Of A Down passeou pelos principais sucessos da carreira da banda que não lança praticamente nada desde 2005, mas agradou os fãs que cantavam cada uma das faixas sem parar. Faziam rodas punk, pulavam de acordo com as ordens dada pela banda e giravam as capas de chuva para o deleite de quem estivesse no palco – e o “desprazer” de quem estivesse perto das capas giratórias. Mas ainda sim, valeu muito à pena.

A simpatia de Serj, com suas dancinhas loucas, a guitarra e vocal de Daron, o cavanhaque trançado de Shavo e a concentração de John já fazem parte do System Of A Down. Graças as turnês que sempre incluem sucessos com “Prison Song“, “Aerials“, “B.Y.O.B” e “Hipnotize“, Daron encarna Olivia NewtonJohn e inclui “Physical” na introdução de “Psycho” com uma sessão de alongamento com sua guitarra. Com o público enlouquecido e cantando sem parar, lembrando-se de trechos das letras aparentemente ilegíveis, a banda rendeu-se a bandeira brasileira. O System Of A Down lembra em 2015 o genocídio do seu povo pelo Império Turco-Otomano, no inicio do século passado, com a turnê “Wake Up The Souls“.

Sem trair as expectativas, o show não deixou de ter qualidade, as músicas foram tocadas com uma precisão digna de gravação. Eles comandaram o Anhembi que foi à loucura diversas vezes e, algumas delas, em questão de segundos. O setlist de 29 músicas fez da apresentação de quase duas horas, uma reunião barulhenta, interessante e muito divertida do System Of A Down.

Para finalizar a grande noite, os hits “Toxicity” e “Sugar” carimbaram o adeus, esperamos que temporário, da banda aos brasileiros – tudo isso ao som de “bis”.

Definitivamente uma noite memorável.

 

Setlist System of a Down:

1. I-E-A-I-A-I-O
2. Suite-Pee  (Incomplete)
3. Attack
4. Prison Song
5. Know
6. Aerials
7. Soldier Side – Intro
8. B.Y.O.B.
9. Soil
10. Darts
11. Radio/Video
12. Hypnotize
13. Temper
14. CUBErt
15. ATWA  (By request from audience “Gil Tankian”)
16. Needles
17. Deer Dance
18. Bounce
19. Suggestions
20. Psycho (with “Physical” by Olivia Newton-John intro)
21. Chop Suey!
22. Lonely Day
23. Question!
24. Lost in Hollywood
25. Vicinity of Obscenity
26 Forest
27. Cigaro
28. Toxicity
29. Sugar

 

Repórter: Rafael Prado
Revisão de texto: Felipe Hänsell
Fotos: Patricia Patah/Move Concerts
Editor chefe: Will Batera

Written by 

Matérias Relacionadas