Notícias 

Assistente de Freddie Mercury diz que ele havia parado com os remédios duas semanas antes de morrer

O assistente pessoal de Freddie Mercury, Peter Freestone, que acompanhou o vocalista, até sua morte em 1991, comentou recentemente ao programa de TV “Lorraine” sobre o estado final da vida do cantor. Nessa última terça–feira (22), Peter Freestone disse que Freddie Mercury parou de tomar remédios duas semanas antes de morrer. Ele foi diagnosticado com Aids na década de 1980 e faleceu em 24 de novembro de 1991, aos 45 anos. Veja abaixo uma parte da entrevista: Peter disse: “Ele decidiu, duas… Leia mais...