Resenhas Shows 

Bane e muito hardcore em São Paulo

Mais um evento organizado pela Seven Eight Life Recordings e que acabou em uma noite histórica, com a participação do que há de melhor no hardcore nacional e a apresentação de uma das maiores bandas do estilo, o Bane! O evento ocorrido no Clash Club com certeza ficará na memória dos que estiveram presentes, tanto pela energia quanto pela diversão que contagiou a todos os fãs que compareceram em peso.

Pouco tempo depois que as portas foram abertas a casa já estava cheia e a primeira banda subiu ao palco para iniciar a noite.

Esbanjando força e disposição, o grupo Dedication despejou toda a sua ideologia Straight Edge  com músicas rápidas, pesadas e com letras críticas. O público ainda meio entrando no clima se aproximou do palco e em questão de algumas músicas, já dava início aos moshs e coros. O show, apesar de curto, já demonstrava o que estaria por vir!

O grupo seguinte, Wolfdog, também atacou com músicas agressivas e com uma presença de palco marcante, deixando sua mensagem e mostrando porque mereciam estar no palco em uma noite tão especial.

A banda seguinte, Bayside Kings, eu já havia fotografado no show do Paura e da mesma maneira, posso afirmar que os caras roubaram a noite!

A banda de Santos arrasta seus fãs para onde for, e dessa vez também não foi diferente. Moshs e cantos em coro derrubaram a casa, transformando os primeiros metros à frente do palco em uma verdadeira zona de guerra! Destaque também para o novo disco dos caras que marcou presença no setlist.

Em seguida foi a vez do Clearview, com seu hardcore seco e inspirado nas bandas clássicas de Nova York, marcaram presença e prepararam o público para a atração principal que viria logo em seguida.

Por volta das nove da noite, o telão apontava a próxima atração: Bane!

Em turnê de divulgação do último disco “Don’t Wait Up“, a banda estava em sua terceira passagem pelo Brasil, mas anunciou ser sua última, pois ao final da turnê o grupo chegará ao fim.

O início do show com a música “Final Backward Glance” foi o estopim para que o público entrasse em convulsão e desse o tom do resto da apresentação, com músicas fortes e potentes, o grupo interagiu de maneira positiva com o público e deu uma aula de entrosamento sobre o palco. A cada música o vocalista Aaron Bedard parecia se emocionar, pois as letras eram visivelmente inspirada em sua vida, o que potencializou ainda mais a apresentação.

 

Definitivamente apenas uma palavra define esse show: Hardcore!

 

Para mais fotos, clique aqui!

 

Avatar

Written by 

Matérias Relacionadas