Notícias 

Ex-engenheiro de som do Pantera foi preso por posse de pornografia infantil e metanfetamina

Charles Aaron Barnes, um ex-engenheiro de som do Pantera e Damageplan, foi preso no dia 18 de dezembro do ano passado e está atualmente detido sob fiança de US $ 25.000 por possuir pornografia infantil e metanfetamina.

De acordo com MyTexasDaily.com, Barnes foi preso pelos investigadores da “Unidade de Exploração Infantil do Gabinete do Xerife do Condado de Collin para promoção de pornografia infantil, posse de pornografia infantil e posse de uma substância controlada no grupo de penalidades 1 entre quatro e 200. gramas”.

Barnes foi identificado por investigadores que, trabalhando disfarçados, perceberam que ele estava usando a Internet para promover e espalhar pornografia infantil.

Em um comunicado, o escritório do xerife informou: “Esses investigadores obtiveram e executaram um mandado de busca pela residência do suspeito em Plano, Texas. As evidências recuperadas no local incluem dispositivos utilizados para compartilhar e visualizar pornografia infantil, além de oito gramas de metanfetamina”.

Como aponta a Metal Injection, as notícias da prisão de Barnes se espalharam quando Drew Shoup, guitarrista do Warbeast – uma banda que trabalhou com o líder do Pantera, Phil Anselmo,no passado – postou sobre isso em seu Facebook, escrevendo: “Tenho 327 amigos em comum com esse pedaço de merda. Pessoas assim não merecem vida. Desperdício de bom oxigênio e espaço. Não idolatre pessoas assim”.

Enquanto isso, o videógrafo do Pantera e Damageplan, RobertVideobobMoseley, escreveu na linha do tempo de Barnes: “Acho que devemos reservar um julgamento até conhecermos todos os fatos e vermos o que está acontecendo. Pode ou não haver uma explicação. Não estou defendendo essas ações, mas gostaria de saber mais informações antes de julgar alguém que conheço desde meados dos anos 90. Certamente nunca vou defender ou entender esse crime, mas vou ouvir as circunstâncias e ver o que acontece”.

Barnes trabalhou como assistente de gravação no álbum do Pantera de 1996, The Great Southern Trendkill“, bem como no álbum ao vivo de 1997, “Official Live: 101 Proof”. De acordo com a sua página do Metal Archives, seu apelido durante a gravação do Trendkill é listado como “Crank Wires”, o que pode ser uma alusão ao uso de metanfetamina.

Barnes é destaque em vários vídeos de compilação de filmes caseiros do Pantera, bem como no episódio da banda de Behind The Music, do VH1.

Avatar

Matérias Relacionadas