Resenhas Shows 

Marduk e a noite do black metal

Sábado foi dia dos amantes do metal extremo se saciarem com a nata do black metal mundial, sendo possivelmente um dos shows mais esperados do ano para os fãs do estilo, a banda sueca Marduk desembarcou em São Paulo para ensurdecer a todos com seu som único e potente. Sendo esse o primeiro de uma série de shows do grupo em terras brasileiras, o grupo mostrou o porque de sua fama mundial.

A noite contou com duas participações nacionais para abrir o espetáculo, a primeira delas foi a banda In Soulitary com um som surpreendentemente original que varia entre o power metal, graças ao teclado que da toda uma força a mais, com a agressividade do death metal e com pitadas de heavy metal. Apesar de contar com pouco tempo de palco, o grupo mostrou a que veio atraindo a atenção do público.

O show ainda serviu para a gravação de um clipe ao vivo de uma das músicas do grupo e que logo mais estará disponível para o público.

A banda seguinte, direto do Rio de Janeiro o grupo Castifas veio para representar a cena black metal nacional, com “corpse paint” clássico dentre as bandas do estilo, o grupo destruiu tudo com músicas violentas e cheias de adoração ao grande satanás.

O grupo lançava naquela noite seu novo disco e tocou algumas músicas para o público que fielmente cantava junto com o grupo.

Após as apresentações das bandas de abertura e mais alguns minutos até que o palco fosse organizado, o momento tão aguardado havia chegado: era hora do Marduk!

O grupo já subiu no palco tocando sua nova música “Frontschwein” atraindo o público para a frente do palco. Era possível sentir o quão empolgado os fãs estavam pela força com que todos bangeavam e urravam a plenos pulmões cada música que a banda iniciava.

Com músicas que iam desde os primórdios da banda, como “The Black“, “Burn My Coffin”  e “Slay The Nazarene“, ambas de discos dos anos 90, passando pelas pelos discos dos anos 2000, “Cloven Hoof“, “Womb of Perishableness” e “Warschau” e com músicas de discos mais recentes como “Serpent Sermon” além da nova música que abriu o show.

Eu sou obrigado a falar que não sou o maior fã de black metal, mas após assistir o show dos caras sou obrigado a falar que meu ponto de vista mudou, além da presença de palco e do espetáculo, o som da banda é P-O-D-E-R-O-S-O! A cada palhetada eu sentia a minha audição se esvaindo!

Definitivamente um show inesquecível para todos os presentes.

Setlist:

1 – Frontschwein
2 – The Blond Beast
3 – Slay the Nazarene
4 – The Levelling Dust
5 – 502
6 – Wartheland
7 – Into Utter Madness
8 – Burn My Coffin
9 – Cloven Hoof
10 – Womb of Perishableness
11 – Warschau
12 – The Black…

 

Para mais fotos do show, clique aqui ou aqui!

Avatar

Written by 

Matérias Relacionadas