Resenhas 

Prazer, Vivendo do Ócio!

A cidade de Santos já respirou diversas atmosferas musicais no últimos tempos, tendo em seu solo bandas como: Sepultura, Matanza e até a lenda Bad Religion. Só que para muitas coisas na vida existe a primeira vez e desta forma a Tribal Club trouxe na última sexta-feira 7 de Novembro, para o público roqueiro santista a banda baiana Vivendo do Ócio que pisou por aqui pela primeira vez e deu aos fãs presentes na casa uma performance arrebatadora e afinada. De abertura, quatro bandas ficaram com a responsa de aquecer todos que estavam na Tribal e foram elas: Trezedog, Martin, Parelio e Zimbra.

E a Trezedog foi a primeira a dar as caras no palco e mostrou uma apresentação coesa e bem estruturada. Apostando nas canções próprias, o grupo de Maresias diversificou mostrando letras de diferentes estilos mas sem perder sua principal vertente que é o hardcore. Com a expectativa aumentando para se conhecer a performance do Vivendo do Ócio, foi a vez da banda Martin aquecer os corpos e ouvidos da galera. As melodias bem trabalhadas unidas as letras sobre o cotidiano da maioria dos jovens ditou o ritmo do show da banda que original de Santos. Performance sólida e com uma interação importante do público.

Enquanto os integrantes da Vivendo do Ócio perambulavam pela casa admirando os shows de abertura ficou a cargo da Parelio continuar matando a sede de rock ‘n’ roll de quem estava na Tribal Club na sexta-feira. Com o pé no hardcore, a  banda que também é santista mostrou entrosamento e atitude na canções apresentadas em seu show.

Para fechar os shows de abertura, no palco ao ar livre subiu a banda Zimbra, que surpreendeu a todos com uma performance afinada e bem ensaiada. O Zimbra fez com que os fãs cantassem cada palavra de suas letras, o que deu um emocional maior na apresentação. Além disso, o grupo santista vem trazendo em suas apresentações uma dupla de metais (trompete e trombone) que dão um toque de swing ao quarteto.

Depois dos devidos aquecimentos, a Vivendo do Ócio entra no palco da Tribal arrebentando os ouvidos dos fãs com uma sequência de músicas bem encaixadas e foram elas: “Meu Precioso“, “O Mundo é Um Parque” e “Radiotividade“. O tic-tac feito pelo baterista Dieguito Reis, já direciona qual é a próxima canção, intitulada “Bomba Relógio“, ela explode da melhor maneira entre os fãs.

A performance do grupo vai amadurecendo e se solidificando a cada canção que se passa e é na música “Viés” que a Vivendo do Ócio prova toda a sua coesão e sintonia, um ponto a mais para quem estava na casa e pôde ver a execução dessa canção. “Rock Pub Baby“, “Eu Gastei” e “Amor em Fúria” gritam aos ouvidos como hardcores bem trabalhados do grupo. Jajá Cardoso (voz/guitarra), Davide Bori (guitarra), Luca Bori (baixo) e Dieguito Reis (bateria) também agraciaram os fãs com uma nova música chamada “A Lista“, a composição em questão estará no próximo disco da banda que deve ter seu lançamento para depois do carnaval.

Para finalizar essa prazerosa primeira impressão da Vivendo do Ócio foram despejadas de maneira elétrica as músicas “Fora, Mônica“, “Nostalgia” (grande momento da noite, onde todos os fãs acompanharam o refrão) e “Silas“. Desta forma, a boa atmosfera criada pela banda baiana deixou uma bela sensação aos fãs, que aguardam por mais passagens do grupo por Santos.

O Rock de Verdade agradece a Tribal Club pela receptividade no dia do show e também por sempre proporciona aos fãs de todos os tipos de rock ‘n’ roll apresentações únicas na Baixada Santista.

Fotos: Walter Henri

Avatar

Written by 

Matérias Relacionadas