Entrevista com Marcos Chomen da CD Baby


Independência ou morte

Olá pessoal, sou Eduardo Daronch e entrevistei Marcos Chomen que é Business Development Latin America da CDBaby – Distribuidora Digital lider mundial de música independente com mais de 350.000 artistas (http://www.cdbaby.net), BookBaby – Distribuidora Digital de Livros Independentes e IllustratedSound – MCN Youtube. Atuou como executivo de empresas de software como Cognos e IBM. Faz parte do comitê da BM&E – Organização de exportação de Música Brasileira financiada pela Apex. É palestrante em feiras e congressos de música como Porto Musical (Recife), ABMI (Rio de Janeiro), Festival Contrapedal (Uruguay), Seminário Internacional de Música Digital na Universidade de Brasilia, Circulart (Colombia), Campus Party entre outros.

 

Rock De Verdade: Marcos, grande prazer entrevistá-lo,seja bem vindo a coluna Independência Ou Morte! Gostaria antes de tudo que fizesse uma breve apresentação e contasse a sua função na maior distribuidora musical do mundo digital, a CD Baby:

Marcos: Oi Eduardo, obrigado pelo convite e fico muito feliz de falar com os independentes, que graças ao mundo digital agora tem espaço para desenvolver sua carreira e mostrar sua música para o mundo. Minha função no CD Baby é desenvolver nossos negócios na América Latina através de parcerias (como fizemos com a Rock de Verdade), participação em Festivais de Música Independente e Palestras em Congressos e Eventos de Música.

 

RDV: Quais as consequências de um artista não se promover digitalmente?

Marcos: O artista não ter sua música disponível nos serviços digitais hoje é praticamente estar fora do mercado. O modelo antigo de fazer um CD, distribuir em lojas físicas e achar uma gravadora é um modelo ultrapassado. Já não existem mais lojas físicas para distribuir e as gravadoras não investem mais. Nos anos 2000 os artistas independentes dos EUA descobriram a distribuição digital e viraram o jogo da indústria que teve que correr atrás dos novos modelos. Hoje uma banda ou artista distribui sua música digital e vai estar disponível mundialmente! Algo que era impossível há pouco tempo atrás. Uma pessoa na Alemanha pode estar ouvindo um playlist no Spotify que tenha a música desta banda e sugerir para outros amigos e se tornar viral. Do dia para a noite esta banda pode ser descoberta no mundo, isso é o sonho de qualquer artista. Além disso a cadeia diminuiu, o artista distribui direto utilizando um distribuidor como o CD Baby e recebe 91% das vendas liquidas de todos os serviços, Spotify, Deezer, Rdio, Apple Music, iTunes, Amazon, Google Play e mais dezenas de lojas, além das execuções no Youtube.

 

 RDV: Como poderíamos resumir essa transição?

Marcos: Isso começou com o Napster que foi um divisor de águas nesta transição. Vale muito a pena assistir o documentário “Downloaded” que mostra como a indústria da música tentou acabar com o digital (incluindo o Metallica e Dr. Dre) mas falhou. Nesse momento surgiu a WEB 2.0 e com o iTunes o digital veio para ficar. Os independentes foram mais rápidos do que a indústria da música.

 

RDV: Quais a facilidades e benefícios existentes do artista ter a sua música voltado a plataformas digitais?

Marcos: Alguns dos benefícios são

– O artista tem controle total sobre as vendas através de relatórios detalhados

– O pagamento é feito diretamente ao artista (o CD Baby paga 91% da venda liquida realizada nas lojas)

– O album ou single vai estar disponível em mais de 98 lojas para download ou serviços de streaming, lado a lado com os maiores artistas internacionais

E tudo isso é muito fácil de fazer. O distribuidor é responsável por enviar os albuns/single para as lojas e streamings, recolher as vendas e pagar o artista.

No CD Baby é só criar uma conta em nosso site: Cd Baby, informar a forma a de pagamento, distribuir o álbum e começar a vender.

 

RDV: A importância de promover é uma atividade primordial, uma grande peça do quebra cabeça, o Facebook seria a ferramenta ideal para divulgar vídeos, músicas e trabalhos da banda, teríamos outras chaves?

Marcos: O Facebook é um dos lugares que o artista deve promover. Outro importante é o Youtube.  Repare que se alguma pessoa utilizar um trecho da sua música em um video, o CD Baby garante que o artista vai receber. Outras ferramentas sociais são muito importantes, mas a boa prática diz para não utilizar todas. Veja esse post no Blog do CD Baby dedicado a artistas, o Somosmusica.com.br , Temos varias dicas em nosso blog e depende muito do perfil da banda. Redes Sociais são importantes mas ter seu site, com lista de fãs para enviar novidades entre outras coisas é tão importante quanto. Temos vários guias gratuitos em nosso blog SomosMusica.

 

RDV: Como está o progresso da expansão da música digital com relação as bandas independentes Rock And  Roll dentro da América Latina?

Marcos: O Rock na América Latina nasceu independente e soube muito aproveitar a nova onda digital. Temos várias bandas que cantam em inglês que estão fazendo sucesso mundial e a distribuição gratuita ajudou e muito. Veja aqui alguns depoimentos de bandas brasileiras de Rock

 

Não podemos esquecer que agora sua música pode ser ouvida em qualquer lugar do mundo.

Ser independente é fazer uma boa gestão de sua banda, como por exemplo o Velhas Virgens, que cuidam de todo o processo e não tem gravadora. É importante entender que ser independente e DIY (Do iT Yourself) não significa fazer tudo sozinho. Significa ter controle de todo o processo e contratar profissionais quando necessário.

 

 

RDV: Qual seria o grande papel da distribuidora digital na carreira do artista?

Marcos: O papel do distribuidor é garantir que o trabalho do artista vai estar na principais e melhores lojas e serviços de streaming, ter transparência nas informações, ou seja, informar em relatórios onde, quando e quantas vezes foi vendida ou executada e pagar as vendas ao artista. Nós do CD Baby pagamos 91% do liquido que recebemos das lojas e streamings e esse pagamento é semanal. Sem o distribuidor o artista não tem como vender sua música nas principais lojas e streamings. E estas lojas e streaming hoje são a forma como os ouvintes descobrem novas bandas.

 

 

RDV: Hoje o artista tem mais liberdade do que se imagina, mas além disso tem de por sua alma de empreendedor em prática, voltamos para o “Faça Você Mesmo”, qual seria a grande dica pra galera que está começando.

Marcos: A dica como coloquei anteriormente é ter controle da sua banda. É tratar a banda como sua empresa, contratar os melhores fornecedores quando necessário. Na época das gravadoras era difícil ter acesso a todas as informações, eles contratavam e o artista não tinha muita idéia de quanto a gravadora recebia, gastava, etc… Hoje o controle é da banda.

Outra coisa muito importante é o artista utilizar os serviços! Vejo muitos artistas distribuírem mas não assinam nenhum serviço de streaming ou compram downloads. Eu digo que é a mesma coisa de um cozinheiro que não come a própria comida! O artista só vai aprender a se promover nesses serviços se souber como eles funcionam.

Eu que agradeço e parabenizo o Rock de Verdade por ajudar os artistas independentes.

Somos uma comunidade, e grande, em todo o planeta. Viva a Música Independente!

Espero ter ajudado e segue o link da nossa parceria com o código de desconto para o artista independente distribuir conosco!

 

Deixar comentário(s)

comentários

Tom

Teste teste teste Blablabablalbalba Testes teste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *