Notícias 

Marco Feliciano diz que John Lennon foi morto por vontade de Deus


 

Um vídeo que mostra uma pregação do pastor Marco Feliciano, hoje presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, está tendo grande repercussão nas redes sociais.

 

Na gravação, feita em data e locais não especificados, Feliciano afirma que o assassinato do músico John Lennon (em 1980) foi cometido por vontade de Deus. Confira trechos da fala do pastor:

 

John Lennon um dia chegou diante das câmeras, bateu no peito e disse: ‘Os Beatles são mais populares do que Jesus Cristo’. Jesus não era popstar como ele, mas sim o mestre de uma grande religião. John Lennon estava dizendo: ‘Nós, Beatles somos uma nova religião’”.

 

“A minha Bíblia diz que Deus não recebe esse tipo de afronta e fica (sic) impune. Passou algum tempo, está ele (Lennon) entrando em seu apartamento. Quando ele abre a porta, escuta alguém chamá-lo nome. Ele vira e é alvejado com três tiros no peito.’

 

“Eu queria estar lá no dia em que descobriram o corpo dele. Ia tirar o pano de cima e dizer: ‘Me perdoe, John, mas esse primeiro tiro é em nome do Pai. Esse é em nome do Filho e esse, em nome do Espírito Santo. Ninguém afronta Deus e sobrevive para debochar!’”

 

Fonte: vandohalen.com.br

Written by 

Matérias Relacionadas