Resenhas Shows 

Morumbi ficou pequeno com o rock de Bon Jovi e Nickelback

 

Bon Jovi, aquele eterno garoto, que nem está tão garoto agora, mas sua “JOVIalidade” está em alta, primeiro no rock in Rio para mais um público de 80 mil pessoas e depois em São Paulo num show eletrizante para o público estimado em 60. Por conta dos desfalques como a saída de guitarrista Richie Sambora por problemas pessoais e da ausência do baterista Tico Torres por problemas de saúde.

 

Passada essa maré de azar, o Grupo subiu ao palco no dia 20 no Rock in Rio para uma apresentação delirante, o baterista foi substituído Rich Scanella por questões de contrato passou por algumas polêmicas: foi proibido, por questões contratuais, de ser filmado e veio de New Jersey só para tocar nos shows, pelo visto, substituiu à altura o grande Tico Torres, o show foi animado, com falta de alguns hits, porém, com direito a beijo na boca de uma “sortuda” Fã, talvez pelo fato de ser a ultima apresentação e o publico tenha ficado um pouco desgastado, apenas sentia-se se uma vibração durante os hits. O guitarrista novo Philip “Phil X” Xenidis não deixou a desejar e também preferiu manter os riffs intactos, as novas musicas do álbum What About Now foram bem recebidas pelo fato de o álbum da banda já estar bem divulgado.

 

Bem, chegamos ao dia 22 de setembro , Morumbi, um show muito esperado pela fato da sombra de um possível adiamento/cancelamento, o que para a alegria de todos não aconteceu, fez com que o Morumbi fosse tomado por fãs sedentos por uma apresentação grande como a do Rock in Rio, e foi, até melhor! Segundo o próprio Bon Jovi “São Paulo faz isso muito melhor que o Rio de Janeiro” sobre sua interação com o público pedindo palmas.

 

 
A abertura ficou por conta do show da banda canadense “Nickelback” em sua primeira vez no Brasil, e seu vocal estrondoso e marcante que manteve o público ansioso até o show principal, com um show de 1 hora de duração os hits chegaram a ser cantados em coro, e o show foi muito elogiado. A banda, liderada por Chad Kroeger  mostrou muito entrosamento.

 

O baterista Daniel Adair (ex-3 Doors Down), o baixista Mike Kroeger (irmão do vocalista), guitarrista Ryan Peake também fazem com que o Nickelback soe ao vivo como nos discos.

 

Responsáveis pela venda de 50 milhões de álbuns em todo o mundo Nickelback tocou vários hits, . O público pode conferir “Photograph”, “Far Away”, “Too Bad”, “Someday” e “How You Remind Me”.

 

 
A banda entrou para duas horas de puro Bon Jovi e nem a chuva atrapalhou a noite animada, as fãs desesperadas por um beijo se espremiam na grade, porém dessa vez o cantor se conteve e não quis levar ninguém ao palco. Sempre simpático, distribuía beijos, acenos e piscadas para delírio delas, hits do álbum What About Now foram bem recepcionados, e cantados pela maioria, maioria essa que se tornou total quando os grandes sucessos surgiam. Musicas como “You Give Love a Bad Name“, “Bad Medicine” e “It’s My Life” levaram o publico ao delírio num show em que com certeza quem foi nunca irá esquecer, o show manteve-se parecido ao Rock in rio e Bom Jovi foi impecável, o primeiro Bis ficou por conta de “Wanted Dead or Alive“, “Have a Nice Day” e em seguida “Livin’ on a Prayer” (Clássico dos Clássicos, garanto que muitos choraram nessa hora) e com direito a um segundo Bis, um cover magnífico de Roy Orbinson, a lendária “Oh, Pretty Woman” embalou o público já em êxtase e se despediu com “Born to Be My Baby“, diferentemente do Rock in rio que teve Always, mas essa música deu um tom de despedida sadia para um show que foi espetacular.

 
Fazendo um comparativo com o Rock in Rio, os dois públicos mostraram que os grandes sucessos estão na boca do povo 80 mil pessoas no Rock in Rio e 60 mil lotando o Morumbi mostraram a força que essa banda com mais de 30 anos de carreira ainda tem e seu potencial que ela possui para se manter em foco com os sucessos “secundários” e novos que estão na boca dos fãs da banda também.

 

 

Enfim, a passagem de Bon Jovi pelo Brasil parecia ser algo meio que forçado por conta dos problemas, mas o grande Jon sabe como manter a calma e principalmente ser um grande profissional para contornar tais situações.

 

 

Setlists

 

Nickelback

 

1 – Animals
2 – Something in Your Mouth
3 – Photograph
4 – Far Away
5 – When We Stand Together
6 – Savin’ Me
7 – Too Bad
8 – Someday
9 – Rockstar
10 – Figured You Out
11 – How You Remind Me

 

 

Bon Jovi

 

1 – That’s What the Water Made Me
2 – You Give Love a Bad Name
3 – Raise Your Hands
4 – Runaway
5 – Lost Highway
6 – Whole Lot of Leavin’
7 – It’s My Life
8 – Because We Can
9 – What About Now
10 – We Got It Goin’ On
11 – Keep the Faith
12 – (You Want to) Make a Memory
13 – Captain Crash & the Beauty Queen From Mars
14 – We Weren’t Born to Follow
15 – Who Says You Can’t Go Home
16 – I’ll Sleep When I’m Dead
17 – Start Me Up (The Rolling Stones cover)
18 – Bad Medicine
19 – Shout (The Isley Brothers cover)

 

Bis

20 – Wanted Dead or Alive
21 – Have a Nice Day
22 – Livin’ on a Prayer

 

Bis 2

23 – Oh, Pretty Woman (Roy Orbison cover)
24 – Born to Be My Baby

 

 

 

Fotos: Stephan Solon / XYZ Live

Editor Chefe: Will Batera

Editor: Carlos Kaleo

 

Written by 

Matérias Relacionadas