O Rock ainda Rola?

 

Ao que me parece, bandas e as musicas de qualidade estão em extinção no país. É bem provável que a grande maioria pense assim. O que aconteceu com o rock ‘n’ roll nacional? De certa forma, sentimos falta de músicas (com qualidade) que realmente marcaram nossas vidas em determinada ocasião.

 

De uns tempos pra cá, muitos acham que o nosso bom e velho Rock and Roll morreu, mas fiquem tranquilos! Ele (ainda) não morreu! Foi atacado virando a esquina, em um momento de distração. Roubaram suas roupas, sua atitude, seu estilo, lhe deram pancadas na cabeça, só não roubaram sua essência insistiu em não abandonar o seu corpo. Ele foi encontrado ainda com vida em meio aos cacos e retalhos de suas vísceras musicais, tentaram de todos os modos trazê-lo de volta à tona, porém ele ainda se encontra em coma profundo, com alguns raros lapsos de consciência.

 
De uns tempos para cá, o rock sofreu muitas mudanças. O que antes era um escape para as gerações de jovens que se sentiam presos pelo modo de vida, hoje é só mais um motivo para relembrar o passado. O rock foi suprimido pela publicidade de um modo que nunca antes havia acontecido até se tornar lembrança que temos de dias memórias. O rock tornou-se mais visual que musical.

 

Não se vê mais a música como propagação de um ideal, seja ele qual for. As bandas que destacam um pouco mais são as independentes que ainda mostram a essência do que pensão e realizam. Cantam, dizem e mostram a verdade do coração.

 

Como o presente em relação ao rock é decadente, as bandas não mais impõem limites aos seus empresários, não colocam seus ideais e vontades à frente de qualquer decisão de gravadora ou profissional de relações públicas.

 

O maior legado que essa safra de novas bandas deixará para as gerações seguintes é a falta de identidade. Muitas das bandas independentes tiveram como referencia uma banda que tinha ou tem identidade consolidada e quase que “sagrada”. Embora algumas delas tenham modificado de forma significante seu estilo sonoro, sempre o fizeram em prol da busca por novas experiências capazes de engrandecer seu crescimento musical. O que ocorre hoje é diferente, a grande maioria das bandas transformam radicalmente seu estilo musical a fim de se encaixar nos novos ritmos que fazem mais sucesso no momento.

 
Muitos podem dizer que o mundo mudou e, com ele, o jeito de pensar e fazer música. No entanto, os fãs de sons mais pesado não estão satisfeitos com as tendências atuais e sonham em ver o espírito do bom e velho rock renascido.

 
De um jeito ou de outro, o estilo dificilmente voltará a ser o mesmo. Ele está em coma e nós na sala de espera. Mas a esperança que um dia se foi volta a renascer das ruínas que o tempo levou.

Deixar comentário(s)

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *