Notícias 

Baterista do AC/DC arruma mais confusão

Logo após ser absolvido da acusação de posse de drogas por pagar fiança, o baterista do AC/DC, Phil Rudd foi novamente preso por arrumar confusões na Nova Zelândia. O músico que foi solto em caráter condicional violou sua posição depois de ter discutido com um homem do lado de fora de cafeteria e também por estar dançando no meio da rua, em frente ao Tauranga Girls College, escola essa só para meninas.

Na primeira situação, Phil Rudd tentou agredir um homem em frente a uma cafeteria e foi  empurrado e derrubado por duas vezes na calçada enquanto tentava fazer a agressão. De acordo com o dono da cafeteria o sujeito grande em meio à discussão gritava para Rudd: “Não sou mais seu empregado”, enquanto Rudd respondia dizendo: “É por isso que você não trabalha para a máfia”. Depois disso, o baterista foi novamente derrubado e contido por seu segurança e assim pediu desculpas pelo ocorrido.

Depois da briga na cafeteria, o baterista parecia não estar satisfeito e se envolveu em uma perseguição de carros. Após ser abordado pela polícia e tirado do carro, ele saiu em comportamento totalmente errado pela rua, dançando em frente a uma escola de meninas, o que o levou a ser algemado e conduzido para a delegacia local. E mesmo com toda essa baderna, Rudd foi novamente liberado em condicional pelo Departamento de Polícia da Nova Zelândia.

Avatar

Written by 

Matérias Relacionadas