Notícias 

Kiss era ajudado por loja sadomasoquista no começo da carreira


 

Para banda em começo de carreira, vale qualquer coisa para ajudar. Com o Kiss não foi diferente.

 

O grupo, hoje um dos mais rentáveis da história do rock, já precisou da ajuda de uma loja de sadomasoquismo, direcionada para o público gay, no começo da carreira, que se deu na cidade de Nova Iorque.

 

A revelação foi feita por Paul Stanley, durante entrevista concedida ao Toronto Star. Segundo o músico, a ajuda colaborava com a formação visual da banda.

 

“Precisávamos de couro e spikes para o nosso visual e conseguíamos encontrar isso em uma loja de sadomasoquismo gay, chamada The Eagle´s Nest. Eles nos ajudaram muito durante aqueles anos”, disse Stanley, revelando gratidão ao estabelecimento.

 

Em relação às pinturas faciais, o vocalista e guitarrista comentou: “gostamos da ideia de mergulharmos em nossas fantasias e nos tornarmos pessoas diferentes. A maquiagem colabora com isso”.

 

A ajuda funcionou para o Kiss, que construiu seu sucesso também através do impacto visual. Maquiagens e figurinos marcaram a identidade da banda, que completou 40 anos de existência no começo de 2013.

 

 

Fonte: revista.cifras.com.br

Avatar

Written by 

Matérias Relacionadas